fbpx

A bezerra de hoje é a vaca de amanhã

Bezerra é igual a criança.

Já experimentou visitar uma creche? Sempre tem crianças com nariz escorrendo, febre, tossindo, doentes… Em média, durante 155 dias do ano, a criança apresenta alguns desses sintomas. É impressionante como a criação conjunta é responsável pela transmissão de doenças.

Imagina o que acontece quando as bezerras são criadas em ambientes úmidos, com excesso de amônia e falta de higiene? Muitas bezerras não se tornam as vacas que deveriam ser, muitas das vezes devido a manejo inadequado.  

Foi demonstrado, em experimento nos EUA, que o fornecimento de 8 litros de colostro em relação a apenas 4 litros após o nascimento, é suficiente para influenciar toda a vida produtiva do animal.

Além disso, instalações inadequadas são responsáveis por altas taxas de mortalidade. Falta de higiene, excesso de umidade e amônia podem levar a problemas respiratórios, baixo crescimento ponderal, problemas de aprumo e  no crescimento do tecido secretor de leite.

Então, temos que escolher o local apropriado para criar nossas futuras vacas, de preferência ambientes secos e arejados, tranquilos e onde os animais possam ter livre acesso a água e comida de qualidade. Algumas pessoas recomendam a criação individualizada, visto que o sistema imunológico dos animais é frágil, principalmente nos primeiros 60 dias.

Dependendo da região ou da particularidade de cada propriedade, no geral, tempos três opções de instalações para as bezerras:

a) Criação a pasto: os animais são criados em piquete individual separado por cerca campestre (ou vários fios de arame). Para isso, é necessária uma área maior e a chance de contaminação entre os animais é grande. Porém, é a forma que melhor atende o bem-estar animal. Para pastagem, seria mais interessante um forragem de crescimento estolonífero (tifton, grama, etc).

b) Casinha: os animais são criados em casinhas individualizadas. É mais recomendada para ambientes com muita ventilação ou baixa temperatura. Uma das vantagens é a possibilidade de mudar o local para quebrar o ciclo de alguns parasitas e caso tenha acúmulo de umidade. A desvantagem é que demanda mais mão-de-obra para limpeza. A recomendação é que a água e comida fiquem de fora da casinha.

c) Bezerreiro tropical ou argentino: é composto por uma região sombreada artificialmente (tela de sombreamento ou telha). O sucesso do bezerreiro está na orientação, de forma que o sol percorra toda a instalação ao longo do dia, sendo o principal agente desinfecção. Os animais são presos em uma coleira, que os permite percorrer uma área delimitada.

A instalação adequada para as bezerras ajuda bastante no crescimento saudável. Porém, muitas outras medidas devem ser tomadas para se produzir super matrizes.

Fonte: https://www.milkpoint.com.br/artigos/producao/a-bezerra-de-hoje-e-a-vaca-de-amanha-218814/

Compartilhe:

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
pt_BRPT_BR

Quer ser nosso representante?

Buscamos representantes em todas as regiões. Se você quer ser nosso representante, preencha o formulário ao lado e retornaremos o seu contato!

Dados para Representação:

Veja nossos produtos em ação

Aproveite para baixar nosso catálogo de produtos!

Baixe agora: